85% das empresas nacionais vão recrutar em 2018

“A Korn Ferry, consultora do Hay Group especializada em gestão organizacional e de pessoas, avança que 85% das empresas nacionais vão recrutar a partir de janeiro.”

Algumas das áreas em que se prevê mais criação de emprego são: Vendas, Sistemas e Tecnologias de Informação e Produção.

“Portugal tem atraído nos últimos dois anos um número crescente de projetos internacionais com forte potencial de criação de emprego, e assistido à expansão de projetos de âmbito nacional. Muitas destas empresas, de vários setores de atividade, têm vindo a público admitir dificuldades de contratação. É o caso da produtora de torres eólicas ASM Industries que precisará de recrutar até 2019 pelo menos 185 profissionais e tem encontrado dificuldade em identificar os talentos com as competências necessárias. Outras há que já anunciaram reforço das suas estruturas para o próximo ano. A Grupo Amorim, por exemplo, tem recrutado uma média de 150 profissionais (quadros e funções fabris) por ano nos últimos dois anos. Em 2018 deverá repetir o número. O banco francês Natixis tem como meta criar 640 postos de trabalho no Porto. Para 2018 estão previstas 200 contratações.”

Consultar artigo completo de Cátia Mateus em: expressoemprego.pt

UA-40534803-1