Concurso da Fundação para a Ciência e Tecnologia vai atribuir 950 bolsas de doutoramento

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) tem concurso aberto até 28 de março, para atribuir 950 bolsas de doutoramento, que visam apoiar a formação de cientistas em todas as áreas do conhecimento na obtenção do grau de doutoramento.

Os trabalhos de investigação podem ser desenvolvidos em colaboração com empresas e outras instituições públicas e privadas, incluindo a Administração Pública.

Podem candidatar-se cidadãos nacionais, cidadãos de outros estados membros da União Europeia, cidadãos de estados terceiros que detenham, até à data de início da bolsa, título de residência em Portugal válido ou que sejam beneficiários do estatuto de residente de longa duração, ou cidadãos provenientes de países com os quais Portugal tenha celebrado acordos de reciprocidade.

Os candidatos deverão ter concluído, até à data de submissão da candidatura, o grau académico de mestre ou, em alternativa:

  • ter o grau de licenciatura e ser detentor de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido, pelo órgão científico legal e estatutariamente competente da universidade onde pretendem ser admitidos, como atestando capacidade para a realização de ciclo de estudos conducente ao grau de doutor;
  • ser detentor de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização de ciclo de estudos conducente ao grau de doutor pelo órgão científico legal e estatutariamente competente da universidade onde pretendem ser admitidos.

A atribuição das bolsas implica o recebimento de subsídios de manutenção mensal de acordo com os valores fixados no Regulamento e, quando aplicável, outros complementos de bolsa, tais como propinas, subsídios de instalação, viagem e seguro de saúde.

Mais informações: fct.pt e submissão de candidaturas no portal concursos.fct.pt

UA-40534803-1