Há cerca de 500 vagas disponíveis para estágios PEJENE

O Programa de estágios para Jovens Estudantes do Ensino Superior arrancou com cerca de 500 vagas de estágio. Há uma diversidade imensa de áreas de estágio, desde a saúde, a tecnologias passando pelo ensino, jornalismo, gestão ou áreas como psicologia, turismo, sociologia, engenharia mecânica, entre outros. As áreas com um maior número de vagas são economia, marketing, engenharias eletrotécnica, mecânica, de sistemas e informática.

Os estágios irão realizar-se entre julho e setembro e destinam-se a todos os jovens que frequentem o penúltimo e o último ano de qualquer curso do ensino superior (Licenciatura, Mestrado ou Mestrado Integrado, Pós-Graduação), em estabelecimentos de ensino público, privado e/ou cooperativo, ou cursos técnicos superiores profissionais, abrangendo todas as áreas de estudo. Cada estudante pode-se candidatar a duas vagas, de acordo com a sua preferência.

Os distritos com maior número de vagas disponíveis são o de Lisboa, Porto, Aveiro, Leiria, Faro e Braga. Como o PEJENE é de abrangência nacional existe inúmeras vagas espalhadas pelo território nacional.

As candidaturas são submetidas através da plataforma on-line , e só irão encerrar quando todas as vagas forem preenchidas.

Este programa tem vindo a responder, desde 1993, às necessidades dos jovens que se encontram a finalizar o ensino superior, permitindo aos participantes desempenhar tarefas de caráter profissional, e aumentar os seus conhecimentos em ambiente real de trabalho e não esquecendo as tendências mundiais de desenvolvimento económico.

O PEJENE tem como função integrar o estagiário numa entidade de acolhimento, desenvolvendo tarefas específicas de acordo com um Plano de Estágio previamente elaborado de acordo com a área de formação do estagiário. Estes estágios decorrem sob a supervisão de um tutor técnico (profissional experiente da entidade de acolhimento) que, no final do mesmo, elaborará um relatório de avaliação final.

O estagiário terá de elaborar um relatório final de estágio que será entregue ao tutor técnico, que o remeterá à Fundação, depois de visado, juntando-lhe a ficha de avaliação atrás referida.

Compete às entidades de acolhimento dos estágios pagar, no mínimo, mensalmente aos estagiários os subsídios de alimentação e de transporte. Para além disso, deverão ainda fazer um Seguro de Acidentes coincidente com o período de estágio.

Consultar lista de vagas aqui.

Informações e envio de candidaturas em fjuventude.pt

Contactos para mais informações: 223 393 536, schaves@fjuventude.pt e pejene@fjuventude.pt

UA-40534803-1