Capacidade de desenvolver competências continuamente é essencial no mercado de trabalho atual

jovem estudanteA necessidade de adquirir novas competências após a conclusão de um curso, tornou-se absolutamente essencial e depende essencialmente do que o mercado de trabalho procura.

O ensino online tem tido um papel fundamental na democratização do acesso a conteúdos formativos, o que tornou o acesso à formação e aquisição de competências mais inclusivo.

As competências nas áreas da tecnologia e soft skills são as mais procuradas, tendo levado mais pessoas a procurar requalificação em áreas tecnológicas, para aumentarem a possibilidade de conseguirem emprego e estarem preparadas para um futuro mais tecnológico.

Cátia Silva, Head of open courses business development e multimodal learning & development advisor da Cegoc refere “A flexibilidade e a capacidade de (re)aprender a aprender são hoje competências que se tornaram ativos muito procurados e valorizados, tanto por organizações como por colaboradores, ambos desafiados por uma nova era pautada pelo imperativo da requalificação profissional – do upskilling e reskilling – que promete ser uma aposta coletiva nos próximos anos. O mercado de trabalho é, e será cada vez mais, um mercado de revolução de competências”.

Consultar artigo completo de Sara Calado e Louise Farias “Autonomia, inclusão e flexibilidade. Desenvolver competências depende (cada vez mais) de si” em eco.sapo.pt.

UA-40534803-1