SingularityU Portugal: 5 passos para pensar exponencialmente e garantir um futuro de sucesso

Equações exponenciais, escalas, tecnologia exponencial: já todos ouvimos falar destes conceitos, mas afinal o que têm em comum? E o que significa pensar exponencialmente? Pela primeira vez, a SingularityU Portugal juntou especialistas internacionais e jovens estudantes para uma conversa sobre o tema, levando-os a pensar sobre como devem lidar com um mundo tecnológico e abrir caminho para a inovação.

O evento “Exponential generation – Shaping the future” promovido pelo SingularityU Cascais Lisbon Chapter, que decorreu na Nova SBE, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, trouxe a Portugal os especialistas David Roberts, Manuel Tânger, Ozioma Egwuonwu e Terry Hamill, para explicarem aos jovens portugueses como podem maximizar as suas competências e participar na resolução de problemas globais. Para isso, segundo os oradores, precisam em primeiro lugar de entender o que é o “pensamento exponencial”.

Nem toda a inovação é tecnológica e o conhecimento exponencial não depende apenas da tecnologia. Segundo os especialistas, pensar exponencialmente e inovar é ter a capacidade de encontrar novas respostas para as mesmas perguntas. David Roberts, um dos maiores peritos em tecnologia disruptiva, explica:A tecnologia, quando utilizada com o propósito certo, pode resolver os grandes problemas do mundo, mas é apenas uma ferramenta. Eu acredito que uma pessoa, individualmente, pode fazer a diferença. E gosto de pensar que contribuo para este processo através da Singularity University”.

A pensar no futuro dos estudantes, os especialistas deixaram 5 ideias para desenvolver o pensamento exponencial:

  1. “Pôr as mãos na massa”: aprender através da prática, em contraposição a conhecimento teórico e de pesquisa;
  2. Ser capaz de influenciar positivamente as pessoas em redor, ou seja, transformar impulsos internos num objetivo comum a um grupo de pessoas;
  3. Pensar e desenvolver soluções baseadas em sistemas de open source e economia partilhada;
  4. Fazer muito com pouco: testar as ideias numa fase inicial;
  5. Ser capaz de conduzir, proativamente, iniciativas de mudança.

Teresa van Oerle, uma das participantes, explicou que o que a motivou a inscrever a filha nesta sessão: “Acho o conceito da Singularity University, em termos de educação, muito disruptivo e isso é algo que me atrai. A escola de hoje em dia precisa de uma revolução porque ensina muito pouco daquilo que é preciso no futuro – pensar diferente, fazer novo – e a Singularity traz essa perspetiva de que os caminhos não têm de ser todos iguais e de que cada pessoas vai encontrar diferentes formas de ser bem sucedida, feliz e fazer aquilo que gosta. No fundo, nem tudo tem de ser convencional”.

A SingularityU Portugal, primeira organização no país que visa preparar líderes para melhor tirarem proveito de tecnologias emergentes, ambiciona, desta forma, desafiar a geração de futuros empreendedores, inventores, legisladores, cientistas, engenheiros e outros profissionais que terão um papel crítico no futuro da sociedade. No primeiro Chapter de 2020 participaram mais de 150 estudantes, com idades compreendidas entre os 15 e os 19 anos.

Sobre a SingularityU Portugal

Fundada em 2018 pela Câmara Municipal de Cascais, a Nova School of Business and Economics e Beta-i, a SingularityU Portugal é a primeira instituição no país focada exclusivamente em capacitar líderes e empreendedores portugueses para saberem aproveitar as novas tecnologias emergentes e aplicá-las aos desafios dos negócios, da sociedade e da governação. Como parte da rede global da Singularity University, a SingularityU Portugal tem como objetivo criar novas oportunidades de inovação e desenvolvimento no país, através da promoção de Programas Customizados para organizações, um Programa Executivo imersivo de open-enrollment e outros eventos paralelos. A SingularityU Portugal conta ainda com o apoio da Ageas, Galp e Semapa.

https://www.singularityuportugal.org

Sobre a Singularity University

A Singularity University (SU) é uma comunidade de inovação e aprendizagem que usa tecnologias exponenciais para enfrentar os maiores desafios da humanidade e construir um futuro melhor. A plataforma colaborativa da SU capacita indivíduos e organizações por todo o mundo a aprenderem, interligarem-se e criarem soluções inovadoras que usem tecnologias emergentes como a inteligência artificial, a robótica e a biologia digital. Com sede na NASA Research Park em Silicon Valley, a SU foi fundada em 2008 pelos inovadores de renome Ray Kurzweil e Peter H. Diamandis com financiamento de organizações como a Google, Kauffman Foundation e UNICEF.

Para mais informações: SU.org, Facebook, Twitter @SingularityU, app SU.

UA-40534803-1